Obras-primas do bardo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Obras-primas do bardo

Quatro canções compostas e cantadas pelo Prêmio Nobel da Literatura de 2016

José Nêumanne

14 de outubro de 2016 | 11h01

Dylan com seu filho mais velho, Jesse, em 1968

Dylan com seu filho mais velho, Jesse, em 1968

A quinta-feira 13 de outubro de 2016 foi um dia especial porque foi a data escolhida pela Academia Sueca para anunciar que o Prêmio Nobel de 2016 pertence a Bob Dylan, meu ídolo desde a adolescência. Usei Gotta Serve Somebody, uma de suas contribuições ao cancioneiro gospel (portanto religioso). Escolhi-a para abrir e encerrar meu Direto ao Assunto levado ao ar no Direto da Redação da Rádio Estadão – FM 92,9 – às 17h30m daquele dia. Foi lançada no LP Slow Train Coming, de 1979

Para ouvi-la clique aqui

Ao longo do comentário fiz três citações musicais.

1 – Desolation Row, gravação original do LP Highway 51 Revisited, de 1965

3 – Brownsville Girl – de Bob Dylan e Sam Shepard, gravado no LP KNocked Out e Loaded (1986)

Clique aqui para ouvi-la

4 – Love Minus Zero – No Limit – do LP Bringing it All Back Home (1965) – Cena do documentário Don’t Look Back obre sua excursão ao Reino Unido em 1967. Em cena, Donovan, autor de Atlantis, um grande sucesso da época

Veja a cena do documentário clicando aqui