O tal do fato novo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O tal do fato novo

Prisão de Geddel é novidade que se acrescenta as evidências que se acumulam contra Temer

José Nêumanne

04 de julho de 2017 | 12h35

Geddel andava preocupado com a possibilidade de ser preso Foto: Dida Sampaio/Estadão

O Podcast Comentaristas do Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – de terça-feira 4 de julho de 2017 começou com meu Direto ao Assunto comentando a prisão de Geddel e suas consequências imediatas no Fica Temer do Palácio do Planalto e do Congresso Nacional, tema que também foi abordado nos comentários dos colegas Eliane Cantanhêde e Alexandre Garcia. A prisão do Rei dos Ônibus do Rio e a maldade de Sérgio Cabral também foram assuntos meus, assim como a iminência de Collor, o Carcará Sanguinolento, virar réu (outro tema de Alexandre Garcia) e a fuxicada toda para evitar que o presidente também venha a sê-lo. Para Eliane Cantanhêde, Geddel, o “Carainho” é mais uma assombração para assustar o Planalto e dificultar a defesa de Temer – o tal do fato novo. Por isso, conta ela, o presidente está dedicado 24 horas por dia a receber parlamentares, agendados para votar na terça a urgência para reforma trabalhista e adiantar a recusa da denúncia da PGR. Alexandre Garcia falou do contraste entre contas externas ótimas e contas internas péssimas. Sonia Racy constatou Moreira Franco na mira da flecha de Janot. E Marília Ruiz fez um balanço da situação de tudo o que envolveu a demissão de Rogerio Ceni do banco do São Paulo Futebol Clube.

Para ouvir clique aqui

 

Tendências: