O Senado furta povo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O Senado furta povo

Parlamentares já reduziram economia da reforma da Previdência em R$ 500 bilhões em dez anos e continuam chantageando o governo para ganhar mais dinheiro com perdas do cidadão

José Nêumanne

07 de outubro de 2019 | 18h06

Líder do PSL, senador Major Olímpio, diz que Senado votará segundo turno da reforma da Previdência em 22 de outubro, com risco de perder mais economia. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O líder do PSL no Senado, senador Major Olímpio (SP), já avisou que a votação do segundo turno da reforma da Previdência na Casa não será feita antes de 22 de outubro. E que os senadores  “estão querendo colocar situações para discutir e para protelar a reforma”. Qualquer brasileiro mais ou menos informado sabe o que significa a palavra “situações”. Os senadores estão reduzindo a economia calculada pela equipe econômica do governo, que já caiu em R$ 500 bilhões em relação a R$ 1 trilhão e 300 bilhões, previsto anteriormente. Ou seja, os senadores, que dizem representar os Estados, onde mora o povo, estão embolsando o resultado de sua chantagem implícita em prejuízo do cidadão. Isso é furto. Direto ao assunto. Inté.  E só a verdade nos salvará.

Tendências: