As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O quebra-quebra institucional de Trump

Apostando na desmoralização do processo eleitoral, dos meios de comunicação e da pluralidade de opiniões, contestada pela polarização ideológica, presidente dos EUA tentou golpe e se deu mal

José Nêumanne

07 de janeiro de 2021 | 21h29

Apoiadores do presidente Donald Trump invadiram o Capitólio, nesta quarta-feira, 6, durante ato que confirmaria a vitória do presidente eleito Joe Biden, em Washington. Foto: Shannon Stapleton / Reuters

A sessão do Congresso que confirmou o resultado das eleições norte-americanas não foi, como se esperava, o ato simbólico que costuma ser. No dia dos Santos Reis, os trabalhos foram suspensos após extremistas pró-Trump invadirem o Capitólio para impedir a validação do resultado. Quatro pessoas morreram e 52 foram presas em meio ao caos promovido pelos vândalos. Depois do desfecho, Trump prometeu transição ordenada. Mas não dá para confiar nele É a crônica do golpe anunciado desde que Trump venceu Hilary Clinton em 2016 e apostou numa estratégia de confronto à democracia, fundada pelos Pais Fundadores há dois séculos e meio. A solução é o impeachment para conter  danos do quebra-quebra institucional provocado por Trump, Um palhaço em busca de um circo, define Ophir de Toledo na Flórida.

Para ouvir comentário clique aqui e, em seguida, no play

Assuntos para comentário na quinta-feira 7 de janeiro de 2020

1 – ATAQUE Á DEMOCRACIA – Manchete de primeira página na edição impressa do Estadão hoje, em letras capitais, constata a confirmação da vitória eleitoral do democrata Joe Biden derrotando o atual presidente dos Estados Unidos mesmo após ataque ao Congresso por manifestantes pró-Trump. O que esse fato revela neste trágico momento mundial

2 – Georgia dá a Biden controle das duas casas do Congresso – Esse é o título de chamada também no alto da primeira página do jornal. O que representa esse resultado do segundo turno da eleição para o Senado num Estado tradicionalmente conservador no qual o presidente republicano Trump contava com vitória certa

3 – Bolsonaro diz ser ligado a Trump e que eleições foram fraudadas Este é o título principal da Editoria Internacional do Portal do Estadão. O que pode ser dito a respeito dessa declaração do presidente brasileiro, que voltou a alegar fraude no pleito por ele disputado em 2018

4 – Suspensão de compra de seringas ameaça vacinação no País – Esse é o título de outra chamada de primeira página do jornal de hoje. O que significa para a saúde do povo brasileiro a notícia sobre a decisão de Bolsonaro de suspender compra de seringas e agulhas até seu preço baixar em plena pandemia mundial provocada pelo novo coronavírus

5 –  Agronegócio leva Doria a recuar em ajuste fiscal – Esse é o título de chamada na primeira página do Estadão. O que tem a dizer sobre a decisão do governador do Estado de São Paulo de voltar atrás no aumento do ICMS neste instante de recessão econômica por causa da pandemia

6 – O Bolsonaro de sempre – Esse é o título do editorial que abre a página A2, de Opinião no jornal de hoje. A que conclusão o Estadão, que completou 146 anos de existência esta semana, chega a respeito da declaração do presidente da República de que o Brasil está quebrado e ele não pode fazer nada

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.