O piquenique das bandalheiras
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O piquenique das bandalheiras

Sequestro da Mesa do Senado na votação da reforma trabalhista é o ápice da guerra às instituições

José Nêumanne

12 de julho de 2017 | 18h57

Farra da tomada do poder terminou na ressaca da derrota por 50 a 26 Foto:André DusekEstadão

A série de insultos às instituições republicanas culminou ontem com o sequestro da Mesa do Senado por uma horda de bandalheiras – as senadoras Fátima Bezerra (PT-RN) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM,) à frente – para impedir a votação da reforma trabalhista. Ao mandar apagar as luzes do plenário, o presidente da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), fez a metáfora típica de membro do baixo clero num cargo do qual não está à altura.

Este é o início de meu artigo “Instituições insultadas”, publicado na quarta-feira 12 de julho de 2017 na Pag. 2A do Estado de S. Paulo.

Para ler o texto na íntegra clique aqui