O nhenhenhém do Nhonho
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O nhenhenhém do Nhonho

Enquanto parlamentares lamentavam manifestações do povo na rua contra sua atuação, presidentes dos três Poderes reuniram-se no Palácio da Alvorada para celebrar um pacto pelas reformas, que foram apoiadas

José Nêumanne

28 de maio de 2019 | 17h33

À entrada do Alvorada, onde mora, Bolsonaro recebeu Maia, Alcolumbre, Toffoli, Guedes e Heleno para o café da manhã do pacto. Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, (DEM-RJ),  foi o vilão das manifestações nas ruas das cidades brasileiras no domingo 26 e virou a causa do aborrecimento dos colegas deputados que reclamam da grosseria do povo, principalmente o relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP) e o líder do DEM Elmar Nascimento (BA). Ora, ora, vão se catar. Deputados são representantes diretos da cidadania em qualquer Estado de Direito que se preze e o mínimo que têm de aceitar é a pressão do público que dizem representar. Se não querem ser pressionados, podem renunciar ao mandato ou então exercê-lo com honra, eficiência e a serviço da Nação, particularmente numa hora difícil como o é esta. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique no aqui

 

Tendências: