O mercado que se dane!

O mercado que se dane!

Onyx insinuou que governo não pretende se intrometer com a Vale, porque não se sabe como mercado vai reagir, como se não estivesse lidando com crime contra humanidade com centenas de vítimas

José Nêumanne

29 de janeiro de 2019 | 19h14

Enquanto trabalhadores fazem covas para enterros coletivos de vítimas, Onyx teme reação do mercado. Foto: Antonio Lacerda/EFE

O chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, insinuou temer a reação negativa do mercado, caso o governo federal force a barra para a Vale afastar a diretoria.  De fato, a mineradora é uma empresa privada, mas, primeiramente, a União tem forte participação acionária do BNDES e grande poder de persuasão no fundo de pensão do BB, Previ, outro sócio. Além disso, é difícil acreditar que o tal mercado crie problemas pelo afastamento de uma diretoria incompetente com a da empresa, cuja represa do Córrego do Feijão produziu um crime contra a humanidade do tamanho do desastre que provocou. Diante da dor e do luto com sequência de enterros coletivos em Brumadinho, temer a reação de investidores é de uma desumanidade impensável até em políticos de coração de lama como o chefão do DEM aqui citado. Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, compartilhe-o no Twitter e no Facebook, inscreva-se no meu canal e clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui e, em seguida, no player

 

Tudo o que sabemos sobre:

José Nêumanne PintoVídeo no Youtube

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.