O joio e… o joio
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O joio e… o joio

A lista de Janot mostra que não há trigo a separar do joio nem doação que seja legal vinda de propina

José Nêumanne

16 Março 2017 | 09h09

Na Paulista, Lula detonou reforma de Meirelles, seu eterno candidato a ministro Foto Rodrigo Peres/Reuters

Na Paulista, Lula detonou reformsa de Meirelles, seu eterno candidato a ministro Foto Rodrigo Paiva/Reuters

não há nenhum nome que agora me tenha surpreendido, mas eu devo confessar que há um ano mais ou menos eu ainda podia me surpreender. Mas agora não. Agora eu já sei que não há exceções a essa regra. Por isso mesmo, quando o mestre Modesto Carvalhosa propôs uma lista negra de parlamentares envolvidos com o crime, com o maior assalto da História, eu prometi que não votarei em nenhum parlamentar ou governante no exercício do mandato. Apesar de acreditar naquele preceito romano do a dúvida está sempre a favor do réu, eu prefiro duvidar de todos e esperar que uma mudança total produza alguma surpresa no futuro, algum trigo pra separar desse joio podre.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92.9, na quinta-feira 16 de março de 2017, às 7h10m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul