As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O incorrigível capitão cloroquina

Ao comunicar a repórtres de veículos de sua confiança que testou positivo para coronavírus, presidente insistiu no combate ao isolamento social e em propagar uso de dióxido de cloroquina

José Nêumanne

08 de julho de 2020 | 21h37

Nem a confirmação do teste positivo para a covid-1i mudou os hábitos de contato social com seus apoiadores nem o desconforto que sente ao usar a máscara. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Há 53 dias sem ministro da saúde, o Brasil registrou ontem, terça, 7, mais de mil óbitos pela covid-19.Foram 1.312 novas mortes e mais 48 mil novos casos de covid em 24 horas, Bolsonaro testou positivo para covid-19 no Hospital das Forças Armadas e, ao contrário do que fizeram Donald Trump e Boris Johnson, saiu reafirmando sua crítica ao isolamento social, a abertura dos omércios, além de ter vetado a lei do Congresso que tornou obrigatório o uso de máscara em espaços públicos, transportes coletivos. como táxis, carros de aplicativos, ônibus, aeronaves e embarcações fretadas, nos templos religiosos, nas lojas e até, acredite quem quiser, nos presídios. Disse que já está tomando diaxicloroquina, embora não esteja grave como exige o protocolo do próprio Ministério de Saúde, que acaba de alterar para qualquer fase.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e em seguida no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-08072020-direto-ao-assunto-1

Assuntos para comentário da quarta-feira 8 de julho de 2020:

1 – Haisem – 48 mil novos casos de covid em 24 horas; Bolsonaro é um deles – esta é a manchete da edição impressa do Estadão hoje. Que lições poderia ter o presidente da República tirado desta notícia, para, enfim, entender a dimensão real da pandemia que, de início, desprezou, e agir, no mínimo, corretamente no combate à doença

2 – Carolina – Até quando Jair fará pouco de nossa sobrevivência? – Este é o título de seu artigo publicado hoje na página A2 do Estadão. O que você quis dizer com a questão colocada logo no título?

3 – Haisem – Unifesp reporta que brasileiro se libertou do HIV – Este é o título de uma chamada do alto da primeira página. Que lições esta notícia muito relevante traz para o combate deficiente que o Estado brasileiro tem dado à pandemia, a ponto de merecer repreensão pública do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que não aliviou para seu amigo Bolsonaro

4 – Carolina – Que ações práticas você espera das autoridades públicas brasileiras depois da admissão pelo Organização Mundial de Saúde que a transmissão do novo coronavírus pode ser feita pelo ar, coincidindo com a flexibilização da abertura da economia exatamente quando é divulgada esta afirmação

5 – Haisem – Quais os efeitos produzidos pelo negacionismo de Jair Bolsonaro e dos bolsonaristas na adesão real de muitos brasileiros à estratégia de tomar cuidado no contato social para reduzir o impacto do contágio da covid-19

6 – Carolina – O que revela de preocupante a comparação feita pela jornalista Thaís Oyama, colunista do Uol, das declarações de renda de Jair, Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro à Justiça Eleitoral em suas eleições para os Poderes Legislativo e Executivo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: