As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O garoto Ivo e Bolsonaro

Ao dar carona a uma criança que escolheu no meio do público da parada da Independência, presidente quebrou o protocolo, mas nada fez de ilegal, ao se submeter a mais um teste de popularidade, o que é raro em governantes

José Nêumanne

08 de setembro de 2019 | 20h44

Ivo González, de 9 anos, foi levado por Bolsonaro no Rolls Royce e posto ao lado de Edir Macedo, Sílvio Santos e o próprio presidente, além de ministros. Foto: Alan Santos/PR

 

Disposto a transformar a parada do dia 7 numa prova de que ainda tem prestígio popular, Jair Bolsonaro levou Ivo Gonzalez, de 9 anos, no Rolls Royce presidencial até o palanque e propiciou uma declaração de encantamento do pequeno convidado: “Foi o melhor desfile de minha vida, conheci todos os ministros e andei no carro do Bolsonaro”. Quebrou o protocolo, correu risco de ser mal recebido, mas nada há a reclamar, pois o que fez não contraria lei e o fato de nunca ninguém ter feito isso antes não o desautoriza a fazê-lo. Direto ao assunto. Inté. Só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.