O fim da Lava Jato
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O fim da Lava Jato

Justificado como rotina pela PF, fim da força-tarefa de Curitiba deixa muitas pulgas atrás da orelha

José Nêumanne

07 Julho 2017 | 18h37

Temer foi pra reunião do G20 em Hamburgo para convencer que está tudo bem no Brasil Foto: Axel Schmidt/Reuters

Comunicado da PF noticiando a dissolução da força-tarefa da Operação Lava Jato, embora fosse esperada e demonstre que as investigações de Curitiba se espalharam por outros lugares, foi recebido com desconfiança pela população e indignação pelos procuradores, que veem na medida uma consequência do acordão dd políticos investigados de vários partidos. É difícil convencer a população de que o combate à corrupção continua e que não houve nada de trágico. Este é o primeiro tema de minha conversa com Adriana Ferraz, repórter de politica no Estadão e âncora do Estadão às 5, no qual também debatemos a polêmica sobre a ida de Rodrigo Janot para acusar Temer na CCJ da Câmara e outros temas.

(Estadão às 5, da TV Estadão, transmitido por Youtube, Twitter e Facebook na quinta-feira 6 de julho de 2017, às 17 hs)

Para ver o Estadão às 5 clique aqui