O diabo paga a conta

Em vez de beijar a mão que lhes paga o mais alto salário do funcionalismo, ministros do Supremo cospem nela

José Nêumanne

08 de junho de 2018 | 14h47

Ministros do Supremo fogem do povo como o diabo da cruz

(Comentário no Jornal da Gazeta 2 quinta-feira 7 de junho de 2018)

Para ver clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.