O ai-jesus das Alterosas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O ai-jesus das Alterosas

Um bom exemplo de como os políticos brasileiros rodam como baratas tontas na eleição é a súbita atenção dada por vários chefões de campanha a Josué, empresário médio e político inexperiente

José Nêumanne

24 de julho de 2018 | 12h51

O mais recente queridinho dos donos dos palanques no Brasil é empresário mediano sem experiência política alguma. Foto: Hélvio Romero/Estadão

A sucessão presidencial no Brasil está cada vez mais confusa. O último dado posto à mesa de jogo chama-se Josué Gomes da Silva, filho de José Alencar, que foi vice-presidente de Lula nos dois primeiros mandatos petistas na Presidência, mas o pai agregou à candidatura do sindicalista certo vezo empresarial e também votos dos evangélicos, pois pertencia ao partido do Bispo Macedo. E este não é o caso do filho, pois não se trata de um empresário de peso nem jamais teve militância política. Ainda assim, foi posto entre a cruz de Fernando Pimentel e a caldeirinha de Geraldo Alckmin, tendo sido visto pelos novos aliados do tucano como a solução perfeita para conquistar a simpatia do mercado. Por que será? Este é meu comentário no Estadão Notícias, no Portal do Estadão desde as 6 horas de terça-feira 24 de julho de 2018.

Para ouvir clique aqui