Nota 1 pro STF
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nota 1 pro STF

Números põem por terra superioridade do STF sobre Lava Jato, apregoada pelo relator Fachin, já que operação condenou 146 em 226 processos e 11 "supremos", 1 só, ou seja, deixaram de ser nota 0 e agora são nota 1

José Nêumanne

19 de dezembro de 2018 | 10h59

Deputado Nelson Meurer, único condenado do STF contra 146 da Lava Jato, não está na cadeia. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Ao tripudiar sobre a Lava Jato, lembrando o poder que os 11 ministros do STF têm sobre as decisões em primeira instância, o relator da operação, Edson Fachin, deixou claro que ele é igual aos dez coleguinhas quando se trata de empáfia e desrespeito à sociedade, pois expôs o abismo que os separa em números: 226 condenações contra 146 pessoas, já que algumas foram condenadas mais de uma vez, e, juntas, as sentenças somam 2.120 anos, 5 meses e 20 dias, enquanto o Supremo condenou um único deputadinho do baixíssimo clero. Ou seja, era nota zero e agora passou a ser nota 1. Não melhorou muito, não é? Se gostar deste vídeo, por favor, dê um like, inscreva-se no meu canal, clique no sininho para ser avisado quando publicar os próximos; e me acompanhe diariamente no Blog do Nêumanne na Política do Estadão (https://politica.estadao.com.br/blogs/neumanne/) e no meu site Estação Nêumanne (www.neumanne.com); de segunda a sexta feiras, às 6 horas, no Estadão Notícias do Portal do Estadão e, às 7h30m, no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado FM 107,9 (eldorado@estadao.com.net); e frequentemente no Estadão às 5 no Portal do Estadão. Direto ao assunto. Inté. E Deus é mais!

Para ver vídeo no Youtube clique aqui