As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nosso dinheiro contra democracia

Inquérito pedido pela Procuradoria-Geral da República constata que deputados bolsonaristas do PSL Kicis, Girão, Sleutjes e Guigo usaram verba do Fundo Eleitoral para financiar atos antidemocráticos

José Nêumanne

22 de junho de 2020 | 20h14

Ao lado do ministro da defesa, general Azevedo, superior hierárquico dos comandantes das Forças ARmadas, Bolsonaro sobrevoa ato a favor da intervenção militar com ele. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O inquérito sobre financiamento, organização e participação de bolsonaristas em atos contra a democracia desvendou a participação de parlamentares do PSL no sustento dos grupos golpistas. São eles: Bia Kicis, Guigo Peixoto, General Girão e Aline Sleutges. O duplo absurdo: representantes do povo usando dinheiro público na guerra contra o princípio constitucional do poder que emana do povo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: