Nélida denuncia extinção de animais

Nélida denuncia extinção de animais

Escritora e acadêmica denuncia cruel indiferença com animais e desleixo no uso do riquíssimo patrimônio da língua portuguesa ao lançar livro de fôlego na série Nêumanne entrevista

José Nêumanne

25 de outubro de 2020 | 23h59

A escritora e acadêmica da ABL Nélida Piñon denunciou a extinção e o hábito de maltratar animais no Brasil, nesta época em que incêndios na Amazônia e no Pantanal reduzem a farta riqueza da fauna desses biomas. ao lançar seu romance Um dia chegarei a Sagres. Na série Nêumanne entrevista, a autora de clássicos como A república dos sonhos lamentou ainda o vilipêndio a que a língua portuguesa, personagem central de seu livro, é submetida, “principalmente em Brasília”. E condenou o anúncio da taxação de livros. anunciada por Paulo Guedes. “Livros são essenciais como pão na mesa”, disse. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.