Mulheres enfrentam misógino Bolsonaro

Júlia Affonso informou no Estadão que compra de vacina na Índia foi superfaturada; Laurene Santos, da TV Vanguarda, manteve microfone aberto enquanto Bolsonaro, que não gosta de mulher, a xingava

José Nêumanne

23 de junho de 2021 | 22h28

Ao ser questionado em Guaratinguetá sobre pagamento de multa por violar obrigação de usar máscara no Estado de São Paulo, Bolsonaro insulta mulher repórter de televisãoe a imprensa toda. Foto: Reprodução: Facebook

1 – #juliaaffonso revelou no #estadao que #jairbolsonaro interveio em pessoa na compra de vacinas da #covaxin do laboratório indiano #barhatbiotech com #1000% de sobrepreço por #r$1,6bilhao, crime mais escabroso que #fiatelba de #collor e a #pedaladafiscal de #dilma. 2 – #laurenesantos, da #tvvanguarda, de #boni, não desligou o microfone quando o #presidentedarepublica a chamou de #canalha ao lhe responder a uma pergunta rotineira em #guaratingueta. #joseneumannepinto. Inté. #diretoaoassunto. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.