Muito dinheiro e pouca vergonha
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Muito dinheiro e pouca vergonha

Se ceder aos que o acusam de golpista em nome da Cultura, Temer perderá crédito com artistas e se mostrará frouxo aos baderneiros

José Nêumanne

18 de maio de 2016 | 11h45

Marieta, atriz até na política Tasso Marcelo/Estadão

Marieta, atriz até na política Tasso Marcelo/Estadão

No festival de Cannes, ao qual comparece para disputar Palma de Ouro com filme financiado com dinheiro do povo brasileiro, cineasta pernambucano fala mal de nossas instituições republicanas e lá  denuncia golpe que não houve, não há nem haverá. Empregada, bem remunerada e aquinhoada com patrocínio público, atriz carioca diz que não negocia com golpistas, mas exige refundação do Ministério de Cultura, que Temer fundiu com Educação e entregou a Mendonça Filho. Se Temer recuar, como exigem, cairá no descrédito, porque daria razão às mentiras deles e mostraria aos baderneiros que ocupam e depredam patrimônio público que não passa de um frouxo. Vade retro!

(Comentário no Jornal da Gazeta 2 de terça-feira 17 de maio de 2016, às 22 horas)

Clique aqui e veja comentário

 

José Nêumanne Pinto / Artistas pegam nosso dinheiro e falam mal de nóswww.youtube.com