Muito além da fofoca
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Muito além da fofoca

No fogo amigo de Jair e Carlos Bolsonaro contra Bebbiano todos perdem: ministro humilhado, presidente sem noção, seu filho sem função, governo desmoralizado e, sobretudo, País à deriva no mundo fútil da Candinha

José Nêumanne

15 de fevereiro de 2019 | 11h26

Assim como o filho de sua tia, Carlos Bolsonaro, Leonardo Rodrigues de Jesus, o Léo Índio, circula pelo Planalto sem cargo, mas com crachá. Foto: ESTADÃO

A exposição da briga interna no Palácio do Planalto dos Bolsonaro pai Jair e filho Carlos com o secretário-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, ultrapassou todos os limites da mera futrica para denotar dois vícios da chamada política velha na autoproclamada nova política. Um deles é o Fundão para financiamento de campanhas do qual os partidos, velhos ou novos, lançam mão para compensar a proibição de doações empresariais e que, de maneira inevitável, termina sendo usado criminosamente para enriquecimento ilícito dos chefões das legendas. O outro é o crime contra segurança nacional configurado na confessa invasão dos tuítes do presidente da República pelo filho vereador.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da sexta 15 de fevereiro de 2019

 

1 – Haisem – O que há de verdadeiramente grave na crise criada por Carlos Bolsonaro no 45.º dia do governo do pai dele.

2 – Carolina – Qual o segredo do poder de Carlos Bolsonaro e por que seu primo de confiança, Léo Índio, desfila pelo centro do poder sem cargo nem função

3 – Haisem – Que poder de sedução tem o fundo partidário que derrete plataformas políticas fortes e envelhece precocemente quem foi eleito vendendo o sonho da renovação política

4 – Carolina – O que Rodrigo Maia quis dizer ao lembrar a Bolsonaro que ele não preside uma associação de militares, mas a República toda

SONORA_MAIA 1502

5 – Haisem – A crise de Carlos contra Bebianno dificulta a aprovação da reforma da Previdência apesar da definição do projeto feita por Bolsonaro e o clima favorável na população que poderia ajudar no Congresso

SONORA_MARINHO 1502

6 – Carolina – Enquanto o país se contorce em crise, o STF discute pautas de costumes e anuncia que convocará ministro da Educação por frase infeliz sobre canibalismo do brasileiro no mundo

7 – Haisem – Por que o novo advogado de Sérgio Cabral, Márcio Delambert, pediu ao juiz Marcelo Bretas para ouvir de novo o ex-governador

8 – Carolina – Quais são as novidades da entrevista da semana no Blog do Nêumanne com o advogado Marcellus Ferreira Pinto

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: