Mourão apoia massacre no Rio

Vice-presidente tentou justificar o massacre executado pela polícia civil do Rio na favela de Jacarezinho dizendo que ali só morreram bandidos neste país onde não há pena de morte

José Nêumanne

09 de maio de 2021 | 00h28

Moradores protestam nas imediações do Jacarezinho denunciando execuções na operação policial em teoria planejada para prender 21 aliciadores de menores para o tráfico e que terminou com 29 mortos; Foto: Wilton Júnior/Estadão

1 – O #vicepresidente, #hamiltonmourao, justificou a ação da #policiadorio, que vingou a morte de um policial matando 25 anônimos, segundo ele, sem ter informação alguma, #”bandidos”, omitindo a ausência da #penademorte no #brasil. 2 – #jairbolsonaro ameaçou a #democracia com mais uma #bravata: “se não houver #votoimpresso em #2022, não haverá #eleicao“, sem informar quem garante o cumprimento dessa #lorotaidiota. 3 – O #minstrodasaude reconheceu, em depoimento na #cpidacovid, que mentiu sobre total de doses da #vacinaanticovid contratadas pelo #pais para este ano. #novayork oferece #vacinas gratuitas a turistas, enquanto não há #segundasdoses a aplicar em #10estadosbrasileiros. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Para ver o vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.