Moro pega chefe pela palavra
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moro pega chefe pela palavra

José Nêumanne

28 de janeiro de 2020 | 15h49

Moro disse, em entrevista ao Pânico na Pan, que escreverá na testa Bolsonaro 22, se for necessário para comprovar seu apoio. Foto: Reprodução/Transmissão Rádio Jovem Pan

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, disse em entrevista ao Pânico na Pan que o presidente Jair Bolsonaro assumiu compromisso com ele de subordinar segurança pública à pasta da Justiça quando o convidou. Na mesma ocasião repetiu que não será candidato a presidente em 2022, quando apoiará o chefe, comprometendo-se a escrever na testa os dizeres Bolsonaro 22 para não deixar dúvidas. E também disse que acharia “interessante” ser indicado para uma vaga no STF, ignorando o fato público de que o capitão tem deixado claro que as duas vagas estão reservadas para advogado-geral da União e secretário-geral da Presidência.

Para ouvir comentário clique no link abaixo e, em seguida, no play:
https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-280120-direto-ao-assunto

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.