Moraes enquadrou Bolsonaro

Presidente não cumpriu ameaça de decretar fim do isolamento social decidido por governadores após liminar do relator no STF de ação da OAB contestando ameaça, amenizando tom de pronunciamento em cadeia de TV

José Nêumanne

09 de abril de 2020 | 18h25

Ministro do STF acatou pedido da OAB e proibiu que Bolsonaro decretasse fim de isolamento social decidido por governadores e prefeitos em liminar, Foto: Gabriela Biló/Estadão

O presidente Jair Bolsonaro teve um motivo muito forte para tratar governadores que continua considerando inimigos porque decretaram isolamento social para reduzir a velocidade do contágio do novo coronavírus: o ministro do STF Alexandre de Moraes, atendendo a uma ação da OAB, proibiu que ele editasse decreto federal suspendendo essas decisões. Antes de falar à Nação em cadeia de televisão, ele deu entrevista a Luiz Carlos Datena fazendo piadas sobre a pandemia que parou o mundo, incluído o Brasil, e tratando o terrível vírus chinês como se fosse uma chuva passageira. Depois na fala do trono limitou-se a responsabilizá-los pela medida adotada sem consultá-lo e considerou o médico Kalil herói nacional só porque usou e está receitando dióxidocloroquina. Que coisa!

Assuntos para comentário na quinta-feira 9 de abril de 2020

 1 – Haisem – O que você achou da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes proibindo a intervenção do presidente da República, Jair Bolsonaro, de interferir nas decisões de governadores estaduais sobre isolamento social na guerra contra o novo coronavírus

 2 – Carolina – Bolsonaro cita médico do Sírio para defender cloroquina – é título de uma chamada de primeira página do Estadão hoje. O tom menos agressivo, mas não tão conciliador, do presidente no pronunciamento em cadeia de televisão ontem o surpreendeu

 3 – Haisem – Como você recebeu o fuzilamento sumário do epidemiologista paulista David Uip pelas hostes bolsonaristas nas redes sociais depois que o presidente Jair Bolsonaro exibiu receita de dioxicloroquina aviada por sua clínica para combater a pandemia

 4 – Carolina – O que você tem a dizer sobre a votação marcada para hoje do plano emergencial para combate à covid-19 pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de uma pauta-bomba liberando 180 bilhões de reais para socorrer os Estados e congelando o Plano Mansueto

 5 – Haisem – A seu ver, o Senado fez bem em recorrer contra a decisão do juiz federal Itagiba Catta Pretta Neto de bloquear verbas dos fundos partidário e eleitoral para beneficiar tratamento da convid-19

 6 – Carolina –  Você se surpreendeu com a notícia de que a covid-19 matou mais em 43 dias do que dengue, H1N1 e sarampo ao longo de 2019

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.