As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mentiras de Lula e Vaccari

Tendo cumprido 9% da pena dada por Moro e ainda respondendo a 12 processos na Justiça, Vaccari, solto, só disse uma verdade, que cumpriu a vontade do partido, mas a confunde com a do povo e a lei

José Nêumanne

07 de setembro de 2019 | 16h48

Ao sair da cadeia com 4 anos de uma pena inicial de 45 e meio, ex-tesoureiro disse que cumpriu a vontade do partido, que confunde com a do povo e com respeito à lei. Reprodução.

Há dez anos recebo mensagens diárias de denúncias de 6 mil bancários lesados pela gestão do petista João Vaccari Netto na presidência da Bancoop: apostaram todas as suas economias na compra de apartamentos e seu dinheiro foi roubado por ele para beneficiar o partido e sua direção. Lula, a amante dele, Rosemary Noronha, e a cunhada do ex-tesoureiro do PT ganharam apartamentos num prédio na praia de Astúrias no Guarujá e o dinheiro sumiu. Graças ao indulto de corruptos pelo colega Temer, confirmado pela benemerência com bandidos do STF e há pouco por decisão de garantia de impunidade de Gilmar Mendes, da pena que Moro lhe impôs, de 45 anos e meio, cumpriu menos de 4 anos e meio, 41 a menos, e está comemorando com o partido dizendo que só cumpriu a lei e a vontade petista. A revista Carta Capital, de Mino Carta, tem a coragem de dar capa desta semana a Lula com a frase “Estou aqui e os canalhas estão livres”. Cinismo é pouco. Direto ao assunto. Inté, E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: