Mentiras de Gilmar, “anjo protetor”

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mentiras de Gilmar, “anjo protetor”

Ministro do STF que usurpa com seus dez colegas poder de fazer leis de eleitos para proteger apaniguados chama inimigos Moro de usurpador e Deltan e Carvalhosa de ladrões sem apresentar provas nem fatos

José Nêumanne

03 de outubro de 2019 | 17h38

Lewandowski, Toffoli e Marco Aurélio, três dos 11 “supremos” que usam divisão do colegiado para usurparem o poder de fazer leis para beneficiar padrinhos. Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ministro do STF Gilmar Mendes, chamado de “anjo protetor” em mensagem de Paulo Preto, considerado operador de propinas do PSDB, partido de Fernando Henrique, que o nomeou para o STF, blindou dois advogados que trabalharam para o ex-diretor da Dersa em governos paulistas de tucanos. E, antes disso, ao votar em sessão plenária da pretório nada excelso, acusou procuradores da Lava Jato de “gângster”, eliminou a possibilidade de Moro de ser nomeado para a mais alta corte de Justiça por ser torturador e disse que o procurador Deltan Dallagnol seria sócio do professor de Direito da USP Modesto Carvalhosa, autor de dois processos de impeachment contra ele, não recebidos por Alcolumbre no Senado, num instituto que não foi fundado para administrar (roubar) dinheiro público recuperado no petrolão. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos libertará.

Para ver vídeo no YouTube clique no link abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: