Mentindo na ONU
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mentindo na ONU

Brasil omite tragédia de Mariana e chacina em presídios em relatório de direitos humanos à ONU

José Nêumanne

28 de fevereiro de 2017 | 08h48

Na ONU ministra Valois disse que Brasil combate corrupção e violência Foto: Jamil Chade/Estadão

Na ONU ministra Valois disse que Brasil combate corrupção e violência Foto: Jamil Chade/Estadão

Na estreia internacional da ministra tucana Luislinda Valois e na volta ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, o Brasil apresenta relatório fajuto em que omite o maior desastre ambiental da História – o desabamento das barragens da Samarco em Mariana –, alegando que o tamanho do documento não permitiu a inclusão de uma tragédia com 18 mortos. Também não foram relatados os massacres nos presídios de Manaus, Boa Vista e Natal no começo do ano. Resultado de um rascunho em novembro que já não incluía as 360 mortes em presídios no ano passado, ele não tinha como incluir os 131 homicídios nos 17 dias iniciais de 2017. O Brasil adere à pós-verdade de Trump contando mentiras monstruosas.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 –  na terça-feira 28 de fevereiro de 2017, às 7h08m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.