Médica desafia crenças de Bolsonaro

Médica desafia crenças de Bolsonaro

Dispensada pela Casa Civil antes de ocupar secretaria para cuidar da covid no Mi.nistério da Saúde, Luana Araújo, disse que tratamento precoce de covid torna país "vanguarda da estupidez no mundo"

José Nêumanne

03 de junho de 2021 | 20h28

A médica Luana Araújo, dispensada pelo general Ramos para secretaria no Ministério da Saúde, deu show de técnica, didática e comunicação em depoimento à CPI da Covid. Foto: Adriano Machado/Reuters

1 – Com perguntas técnicas não respondidas, o senador #ottoalencar arrancou de #niseyamaguchi em depoimento na #cpidosenado a revelação que faltou em todos estes anos nas quais apareceu sob os holofotes como conselheira de #jairbolsonaro nas políticas publicas adotadas por seu desgoverno para combater a #pandemiadacovid19: ela é #oncologista, não #epidemiologista. #luanaaraujo, esta sim #bateriologista #luanaaraujo iluminou os desvãos do #ministeriodasaude, para o qual foi indicada, mas teve a nomeação obstraída pelo chefe da casa civil, #generalluizeduardoramos. 3 – Entre suas observações francas, inteligentes e luminosas, esta usou frases como “ministrar #cloroquina para curar a #covid19 é como um #terraplanista ir para uma borda do planeta para pular. 4 – O #presidentedarepublica chamou a jornalista #dani8elalima, da #cnn, de “#quadrupede“, mas os senadores bolsonaristas que condenaram o colega pelo questionamento à doutora cloroquina, o obsequiaram com o mais profundo silêncio dos cemitérios. #joseneumannepinto. #diretoaoassunto. Inté. E só a verdade salvará as nossas vidas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.