Medalha de Lira para Bolsonaro dá nojo

Aos berros de "genocida" referindo-se a 613 mil mortes por covid, e "mito", cujo significado no dicionário é mentira, presidente foi condecorado na Câmara dos bilhões do orçamento clandestino

José Nêumanne

25 de novembro de 2021 | 18h18

Bolsonaro recebe medalha do Mérito Legislativo do presidente da Câmara, Arthur Lira, com manifestações no plenário gritando “genocida” e “mito”, que significa acertadamente mentira. Foto: Dida Sampaio/Estadão

1 – No instante em que mais de 613 mil famílias brasileiras choram mortes por covid-19, Câmara condecora responsável por elas, o “mito” e “genocida”. 2 – Texto-base do Auxílio Brasil passa na Câmara, mas relator, pressionado pelo governo, retirou reajustes anuais, prejudicando pobres, como sempre,. 3 – O pernambucano José Paulo Cavalcanti Filho entrou na ABL e o peruano Mário Vargas Llosa é o primeiro escritor em língua estrangeira na francesa. #joseneumannepinto. Direto Ao Assunto. Inté. E só a verdade vai nos salvar.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.