Maior culpado é Bolsonaro

Maior culpado pelas desastradas gestões do combate à covid-19 e da proteção da floresta amazônica não são ministros da Saúde e do Meio Ambiente, mas o próprio presidente da República, a quem obedecem piamente

José Nêumanne

16 de julho de 2020 | 21h49

Em isolamento por ter contraído covid-19, Bolsonaro mantém live das quintas-feiras e deixa claro que considera excelentes ministros da Saúde e do Meio Ambiente, que só fazem o que ele manda  Foto: Youtube Jair Bolsonaro/Reprodução

Os militares fingiram-se revoltados com ataque que Gilmar não fez, fazendo de conta que nada têm a ver com malogro do combate à pandemia no Brasil e que não são responsáveis pelo desgaste sofrido pelas Forças Armadas por isso. Na verdade, são apenas cúmplices do maior culpado, que é seu comandante supremo, o presidente Jair Bolsonaro. Fato é que de nada adianta por um profissional da saúde no lugar do general intendente Eduardo Pazuello. Pois a política desastrada do Brasil, que vem sendo criticada veementemente até por seu inspirador, Trump, para esconder o fiasco dele nos EUA, não é comandada pelo cumpridor de tarefas, mas pelo homem da cobra de feiras livres e espaços públicos urbanos, que já vendeu pílula do câncer e agora ministra diaxicloroquina. Nem se Deus mandasse Osvaldo Cruz de volta à vida, aquele epidemiologista seria incapaz de desatar esse nó gordio. Direto ao Assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.