Maia sonha com golpe
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Maia sonha com golpe

Presidente da Câmara, cujo cargo tem foro privilegiado, incentiva Gomes a estender prerrogativa a 50 mil "otoridades" que preferem ser julgados por altos tribunais tolerantes a encarar juízes de primeira instância

José Nêumanne

12 de setembro de 2019 | 12h22

Protegido por PEC do senado entre 5 chefes de Poderes com foro, Maia incentiva Gomes a manter 50 mil “otoridades” com privilégio. Foto: Gabriela Biló/Estadão

O presidente da Câmara é um dos cinco brasileiros com foro privilegiado na PEC aprovada no Senado. Ainda assim, Maia estimula inciativa cretina do socialista Gomes, que mantém a prerrogativa para 50 mil “otoridades” brasileiras. Por quê? Impopular, sabe que  não deverá ser reeleito deputado e prefere fazer amigos e influenciar colegas para tornar-se o que muitos julgam ser seu destino: primeiro-ministro do golpe semiparlamentarista.

Tendências: