AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Machado de Assis, sucesso nos EUA

Memórias Póstumas de Brás Cubas, da trilogia machadiana completada por Dom Casmurro e Quincas Borba, tem nova tradução e esgota logo no primeiro dia de vendas nos EUA

José Nêumanne

18 de julho de 2020 | 17h52

Descoberto por um pesquisador há um ano, este deve ser o último registro do escritor Machado de Assis em vida. Imagem da revista Caras y Caretas, na edição 486, de 25 de janeiro de 1908.

Nova tradução de Memórias Póstumas de Brás Cubas, obra-prima do carioca Machado de Assis, por Flora Thomson-De Veaux, esgotou no dia do lançamento na Amazon e na Barney and Nobles. Esta, então é a ocasião para falar da obra de nosso maior escritor e gênio da literatura mundial. Comentei outro romance dele, Dom Casmurro, na abertura do ano cultural da Academia Brasileira de Letras de 2019, em contraponto com Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa, na palestra O Jagunço e o Bacharel. Veja rara entrevista do autor de Sagarana para Water Höllerer em 1962, em Berlim, aqui no YouTube, em que há também excelente depoimento do professor Antônio Cândido sobre o genial romancista mineiro. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.