As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lula vai pra casa

Não adianta petista recusar transição decretada pela juíza Lebbos, se vier a ocorrer, para regime semiaberto de prisão porque ele preferia que seus amigões do STF condenassem Moro e cancelassem a condenação que este lhe impôs

José Nêumanne

28 de setembro de 2019 | 14h10

Perspectiva de trabalhar fora e dormir em casa não demove Lula de esperar condenação de Moro e cancelamento da pena dada pelo ex-juiz. Foto: Estadão

Como cumpriu um sexto de sua pena, reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça, Lula tem direito a mudar do regime fechado para o semiaberto, conforme requereu a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba à juíza de execuções penais, Carolina Lebbos. E, como não há presídios apropriados para receber presos que podem trabalhar fora, o petista terá direito a morar em seu luxuoso apartamento em São Bernardo do Campo e trabalhar fora sob vigilância da Justiça. Lula preferia esperar que seus amiguões do STF decretassem a parcialidade do ex-juiz Sérgio Moro e cancelassem sua pena com base em mensagens roubadas pelos arararraquers, mas o mais provável é que faça o que decreta a leniente Justiça brasileira, que permite a um condenado voltar para casa cumprindo apenas um prazo ínfimo da pena que lhe cabe cumprir. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Tudo o que sabemos sobre:

José Nêumanne PintoVídeo no YoutubeLula

Tendências: