Lula logo

Lula logo

Relator da Lava Jato, Fachin, quer por em votação novo pedido de liberdade de Lula ainda em agosto e presidente do STF, Fux, negou julgamento indevido de sua ineligibilidade, mas a considerou "chapada" (inexorável)

José Nêumanne

02 de agosto de 2018 | 11h19

Fachin pediu a Cármen que agende decisão sobre pedido de liberdade de Lula ainda em agosto. Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, faz muito bem em pedir para que seja julgado em agosto o mais recente pedido de liberdade da defesa de Lula e a presidente do STF, Cármen Lúcia, também agirá bem se marcar logo a votação em plenário do pedido. Pois não tem o menor sentido continuar essa farsa da candidatura à Presidência da República de um condenado em segunda instância por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o que é proibido pela Lei da Ficha Limpa. Presidente do Tribunal Superior Eleitoral por mais 14 dias, outro ministro do STF, Luiz Fux, negou pedido para antecipar declaração da inelegibilidade dele, mas a considerou “chapada” (inexorável).

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na quinta-feira 2 de agosto de 2018, às 7h30m).

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Laranja madura, de e com Ataulfo Alves, clique aqui

 

Para ouvir no Blog do Nêumanne, Política, Estadão, clique no link abaixo:

 

Abaixo, os assuntos para o comentário da quinta-feira 2 de agosto de 2018

 

SONORA Laranja madura Ataulfo Alves

https://www.youtube.com/watch?v=dwmIcCcsQLA

 

1 – Haisem – Por que o relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, está exibindo tanta pressa para que a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, decida ainda em agosto sobre o pedido de liberdade de Lula, condenado e preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro?

 

2 – Carolina- O que tanto incomoda a presidente do STF, a citada Cármen Lúcia, para ter repetido ontem o refrão usado pouco antes para reclamar de quem descumpre decisão judicial?

SONORA_CÁRMEN LÚCIA

 

3 – Haisem – O que pode provocar de negativo na economia e na política internas brasileiras a decisão divulgada ontem pela agência de risco Fitch que manteve o ranking soberano do Brasil em BB com perspectiva estável, considerado decepcionante pelo governo e pelo mercado?

 

4 – Diz a manchete do Estadão hoje: “PT tira neta de Arraes da eleição para isolar Ciro?” O que, na sua opinião, levou o Partido dos Trabalhadores a rifar a candidatura de Marília Arraes, neta do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes e prima do ex-governador Eduardo Campos, o primeiro fundador e o segundo responsável pela difusão do Partido Socialista Brasileiro, tido e havido como aliado de todas as horas pelos petistas?

SONORA_MARÍLIA ARRAES 0208

 

5 – Haisem – Somente ontem apareceu o primeiro vice, Paulo Rabello de Casto, que vai compor a chapa presidencial com Álvaro Dias, do Podemos. O que, a seu ver, motivou a única novidade desta eleição a ser disputada em outubro, que é a dificuldade da escolha de um vice pelos candidatos a presidente, mesmo os que estão bem situados nas pesquisas de preferência do eleitorado?

 

6 – Carolina – Você tem um palpite para explicar por que a Justiça de São Paulo fez tanta questão de manter processos contra o tucano Geraldo Alckmin e a do Paraná também destinar ações contra outro tucano, Beto Richa, ambos ex-governadores de seus Estados, a Justiça Eleitoral, em vez de os entregarem às mãos de juízes penas de primeira instância, como Sérgio Moro, da 13.ª Vara Criminal Federal de Curitiba?

 

7 – Haisem – O que justifica esse vaivém do governo Temer sobre o uso de repasse de verbas que o governo federal aufere nos sorteios da Loteria da Caixa Econômica Federal, disputadas pelas pastas da Cultura, dos Esportes e agora também da Segurança Pública?

 

8 – Carolina – Que falta farão à cultura brasileira neste momento de indigência total no setor as ausências, neste agosto, agora sim mês do desgosto, do artista plástico paraibano Antônio Dias e do escultor baiano Mário Cravo Júnior?

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.