Lula cospe no Estado de Direito

Lula cospe no Estado de Direito

Condenado pela 2.ª vez em 2 instâncias, petista está solto e não sai do palanque em campanha eleitoral não autorizada, dizendo impropérios contra Estado de Direito, que não o pune pelo desrespeito à lei

José Nêumanne

29 de novembro de 2019 | 21h29

Desde que foi solto, Lula não tem feito outra coisa senão fazer campanha eleitoral desautorizada assacando calúnias contra adversários e ninguém o pune por isso. Foto: Rodolfo Buhrer/AFP

Mesmo condenado pela segunda vez em segunda instância, e com pena aumentada de 12 anos e 11 meses pela juíza Gabriela Hardt, da 13.ª Vara Federal de Curitiba, para 17 anos e 1 mês pelo TRF 4 de Porto Alegre, Lula continua livre, leve e solto. Sobe em palanques numa cruzada eleitoral desautorizada pela letra da lei, para caluniar autoridades sem provas, entre os quais o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sergio Moro,. E ninguém da cúpula do Judiciário, da Justiça Eleitoral ou do Congresso, que se diz poder representativo da cidadania, exige dele o mínimo que qualquer cidadão decente do Brasil quer: respeito ao Estado de Direito. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Tudo o que sabemos sobre:

José Nêumanne PintoVídeo no YoutubeLula

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.