Lula, condenado de novo e solto

Lula, condenado de novo e solto

Juízes de carreira em primeira e segunda instância condenam petista mais uma vez, mas ele continua solto por obra e desgraça dos maçanetas de antessalas dos chefões políticos

José Nêumanne

28 de novembro de 2019 | 14h30

Condenação pela segunda vez em segunda instância não muda rotina de subir no palanque e falar o que lhe vem na telha, sendo ou não verdade, de Lula. Foto: Daniel Teixeira/Estadão

A situação esdrúxula que está ocorrendo com Lula – condenado pela segunda vez em segunda instância pelo TRF 4 com pena aumentada de 12 anos e 11 meses para 17 anos e 1 mês – decorre de uma anomalia do Judiciário brasileiro. Juízes de carreira julgam nas duas primeiras instâncias, nas quais criminosos como o petista são condenados e cumprem penas. Mas os ministros do STF são egressos das antessalas dos palácios ocupados pelos chefões das organizações criminosas partidárias desde a vigência da Constituição de 1988. Por isso o duplo condenado está solto.

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-281119-direto-ao-assunto

 

Assuntos para comentário da quinta-feira 28 de novembro de 2019

1 – Haisem – Título do alto da primeira página do Estadão dá conta hoje de que TRF 4 sobe pena de Lula no caso do sitio para 17 anos, na direção contrária do STF a respeito das punições ao petista. Que razões teve, a seu ver, para fazê-lo

GEBRAN

2 – Carolina – Que conseqüências poderá ter a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região sobre a inelegibilidade do petista

3 – Haisem – Na chamada ao lado dessa notícia na parte de cima da primeira página o Estadão noticia que STF sinaliza que pode permitir envio de dados. Você se surpreende com essa tendência, que contraria decisões monocráticas do presidente da Corte, Dias Toffoli

SONORA_FACHIN 2811

4 – Carolina – Você não estranhou a defesa enfática que o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso fez da Operação Lava Jato no julgamento sobre compartilhamento de dados pela Receita Federal com Ministério Público

5 – Haisem Qual sua opinião sobre notícia, também de primeira página do Estadão, sob título Veto cai e fundo eleitoral pode crescer de valor

6 – Carolina – Que razões tiveram os partidos no Congresso para derrubarem pedido de urgência para o pacote anticrime do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro

7 – Haisem – PSL pune Eduardo e outros 13 aliados – é a manchete da página da Editoria Política A 12 do Estadão. Você esperava essa medida

8 – Carolina – Na primeira página do Estadão há também a notícia de que Chefe da Fundação Palmares vê lado bom em escravidão. O que justifica essa opinião tão fora do habitual

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.