Lucidade Senhora
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lucidade Senhora

"Logo logo esse baralho, homologue esse cascalho", canta Tom Zé em recado a Cármen Lúcia, que homologou

José Nêumanne

30 de janeiro de 2017 | 16h01

 

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, acaba de homologar os mais de 900 depoimentos que contêm a delação premiada de 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht, respondendo a pedido dom procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Dessa forma, terminou por atender apelo de Tom Zé e Paulo Lepetit, que compuseram “Queremos delações”, cujo refrão é o seguinte: “Logo logo esse baralho, homologue esse cascalho”. Comentei o apelo do tropicalista na hora em que comento vários assuntos do dia com Haisem Abaki no Estadão no Ar (de segunda a sexta, das 7 às 8 horas). Fi-lo antes de a ministra homologar. Fica o registro para conhecimento geral.

(Comentário durante o Estadão no Ar da Rádio Estadão, na segunda-feira 30 de janeiro de 2017, às 7h23m)

Para ouvir o comentário clique aqui 

Para ouvir a canção de Tom Zé clique aqui

Tendências: