Lorotas temerárias
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lorotas temerárias

Temer defende ao mesmo tempo reforma da Previdência e candidatura de Lula nas eleições gerais

José Nêumanne

29 Janeiro 2018 | 18h05

Presidente mistura candidatura de Lula com reforma da Previdência e prejudica País duas vezes Foto: Alan Santos/PR

Em circuito em emissoras de rádio e televisão de São Paulo – Bandeirantes, Amaury Júnior e Sílvio Santos – o presidente Michel Temer voltou a defender a lorota de que preferia vencer Lula nas urnas a vê-lo preso, de vez que a prisão do adversário “tensionaria” o País. Em primeiro lugar, em que preceito o “constitucionalista” de Tietê se apoia para defender a hipótese de um condenado por crime em segunda instância, caso do ex-dirigente metalúrgico, dispute qualquer eleição? Em segundo lugar, quem garantiria que ele seria agora, a dez meses da disputa, que ele seria derrotado. “Tensionado” fica o País por ter um chefe do Executivo que recebeu um delinquente na calada de noite no palácio onde vive, e se livrou de investigação criminal comprando com dinheiro público maioria da Câmara? Isso é cuspir na faixa presidencial. Este é um dos comentários que fiz no programa Estadão às 5, transmitido do estúdio da TV Estadão no meio da redação do jornal, ancorado por Adriana Ferraz e retransmitido pelas redes sociais Youtube, Twitter, Periscope Estadão e Facebook na segunda-feira 29 de janeiro de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique aqui