Lava Jato em perigo

Lava Jato em perigo

Ao puxar briga com promotores, Gilmar revela que quer "pôr freios" à Lava Jato

José Nêumanne

24 de agosto de 2016 | 11h29

Janot:

Janot: “estelionato delacional”

Bate-boca sem sentido entre Gilmar Mendes, do STF, e Rodrigo Janot, procurador-geral da República, em torno da (não citada) capa da Veja sobre citação de colega de Mendes, Dias Toffoli, em proposta de delação premiada do empreiteiro Léo Pinheiro, não pode ter outra razão que não seja mais uma tentativa de desmoralizar, desautorizar, ou seja, “pôr freios” e anular o trabalho dos procuradores federais na Operação Lava Jato. O “depois esses falsos heróis vão encher os cemitérios” disparado por Gilmar soou como ameaça. E a anulação da negociação com o empreiteiro pelo PGR ficou sem explicação, depois que ele negou citação de Toffoli nos depoimentos.

(Comentário no Estadão no Ar da Rádio Estadão – FM 92,9 – da quarta-feira 24 de agosto de 2016, às 7h10m)

Para ouvir clique aqui e, aberto o site da emissora, 2 vezes no play sob o anúncio em azul

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.