Juntos de novo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Juntos de novo

Há 42 anos, quando Lula apoiou candidatura de Fernando Henrique para o Senado, os 2 ex-presidentes têm contracenado muito, como aliados ou adversários, e agora voltaram a se encontrar diante de Sergio Moro

José Nêumanne

12 Junho 2018 | 14h28

Fernando Henrique foi mais uma vez ao encontro de Lula, agora como testemunha de defesa do adversário. Foto: Henrique Barreto/Futura Press

Lula e Fernando Henrique parecem conectados desde muito tempo atrás e não conseguem se separar. Desta vez, o tucano depôs ao juiz Sérgio Moro em defesa do petista. Em benefício do réu e de si próprio, a testemunha contou que presidentes da República têm por obrigação, ao contrário de executivos privados, receber gente de toda espécie, de banqueiros a sindicalistas, o que é, por suposto, muito diferente de receber propinas, de que o sucessor da testemunha na Presidência é acusado pelo Ministério Público Federal para fazer reformas no sítio Santa Bárbara, em Atibaia. O depoimento foi tomado logo depois de ter sido divulgado que o próprio FHC teria sido pilhado num e-mail encontrado no computador de Odebrecht pedindo-lhe dinheiro para o PSDB. Este meu comentário faz parte do Estadão Notícias, inserido no Portal do Estadão às 6 horas da segunda-feira 11 de junho de 2018.

Para ouvir clique aqui