As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Invasão de celular é crime grave

Polícia Federal precisa investigar de forma rápida e eficaz clonagem do telefone da líder do governo no Senado, pois delitos desse gênero não podem se tornar corriqueiros e ameaçar todos nós

José Nêumanne

22 de julho de 2019 | 23h12

Joice Hasselmann é mais uma vítima de invasão da privacidade telefônica e PF, que já deve esclarecimento do caso Intercept Brasil, tem obrigação de desvendá-lo logo. Foto: Dida Sampaio/Estadão

Invasão do celular via aplicativo russo Telegram, denunciada pela líder do governo no Congresso Nacional, Joice Hasselmann, é crime gravíssimo e deveria merecer das autoridades atenção e cobrança de rapidez na investigação, pois esse tipo de delito não pode ser banalizado.

Tendências: