Houve fraude em eleição, sim!
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Houve fraude em eleição, sim!

Dias Toffoli e Rosa Weber se enganaram quando, em resposta a denúncia de Jair Bolsonaro, garantiram que não há registro de fraude em eleições no Brasil: em 2014 o pleito foi fraudado por propinas

José Nêumanne

18 de setembro de 2018 | 17h50

Sistema eletrônico de votação não está infenso a fraudes, como garantem ministros do STF. Foto: Estadão

Rosa Weber, seguindo a linha do colega que se sentava a seu lado no plenário no STF e subiu para presidência, Dias Toffoli, entrou na retranca para tentar desautorizar dúvidas manifestadas por Bolsonaro a respeito de fraudes na votação eletrônica vigente no Brasil. Com sua devida vênia, não é absolutamente verdadeiro que não tenham sido comprovadas fraudes nos últimos 22 anos. Não se frauda uma eleição apenas na contagem dos votos. A eleição de 2014 foi fraudada pelo uso de propinas por vencedores e vencidos e isso foi desprezado pelo TSE, que desconsiderou as provas apresentadas. Este foi um dos meus comentários no Estadão às 5, ancorado por Emanuel Bomfim no estúdio da TV Estadão na redação do jornal e retransmitido por Youtube, Twitter e Facebook na terça-feira 18 de setembro de 2018, às 17 horas.

Para ver o vídeo clique aqui

 

Tendências: