As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hare Krishna

Como os meninos de bata rosa nos sinais das cidades brasileiras, rezo pela paz no Brasil e no mundo hoje

José Nêumanne

20 de junho de 2016 | 19h14

Quando George Harrison foi apresentado num show em homenagem a Bob Dylan, a apresentadora do show disse My Sweet Lord e Hare Krishna, seu maior sucesso na carreira solo pós Beatles e sua identificação religiosa com a Índia distante. Nós, urbanoides brasileiros, mantivemos contato com jovens de bata rosa nos sinais de trânsito entoando esse cântico sagrado que identifica fé com supremo prazer e paz como objetivo de vida. Foi essa manifestação universal do transcendental que abriu meu comentário no Direto da Redação 3 da Rádio Estadão – FM 92,9 – na segunda-feira 20 de junho de 2016, às 18 horas. Ouça o Hare Krishna Hare Rama que do Oriente distante ganhou o mundo inteiro pregando a paz em meio a um ambiente hostil e violento;

Clique aqui e ouça o mantra

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: