Guri de reclame
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Guri de reclame

Em vez de investir na carreira, usando seu enorme talento de craque de futebol, maior jogador brasileiro da atualidade, Neymar Jr. resolveu tornar-se apenas vendedor de lâmina de barbear em anúncios na televisão

José Nêumanne

31 Julho 2018 | 07h08

Neymar Jr. submete enorme talento de craque em carreira de protagonista de comercial na TV. Foto: Alex Silva/Estadão

Quando a Copa da Rússia começou e Neymar Jr. chamou a atenção do mundo para suas simulações, caindo e rolando pelo gramado, escrevi um artigo no Blog do Nêumanne afirmando que para ganhar a taça e ser escolhido o melhor do mundo nosso maior craque tinha de optar entre ser jogador de futebol ou malabarista de circo. Agora, que ele virou galhofa no planeta inteiro e junto com ele a seleção brasileira, sem perceber, saiu da tragédia dos 7 a 1 para sua comédia do cai-cai, resolveu, em vez de amadurecer, mudar a relação infantil com o pai e enfrentar a vida como ela é, preferindo sacrificar à facilidade da publicidade seu enorme talento de craque. É só um guri de reclame. Este é meu comentário no Estadão Notícias, no ar no Portal do Estadão desde as 6 horas da terça-feira 31 de julho de 2018.

Para ouvir clique aqui