Governo piora crise
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Governo piora crise

Pior até que rendição incondicional de Temer a transportadores que bloquearam estradas por dez dias foi decisão de financiar redução do preço do diesel com cortes de programas sociais e de incentivos a exportações

José Nêumanne

01 Junho 2018 | 12h26

Decisão do governo de cortar verbas para o social para financiar diesel aumentou custo da crise de desabastecimento. Foto: Lucas Baptista/Estadão

Assim que começaram a crise de abastecimento dos postos de combustíveis e a pane seca dela decorrente, os brasileiros lúcidos já ficaram sabendo que seus efeitos trariam prejuízos para a economia, a política e a gestão pública no Brasil. Depois da rendição covarde de um governo irresponsável, que negou o óbvio e depois saiu comemorando a derrota, contudo, à percepção dessa terrível conclusão foram acrescentados os efeitos malignos do movimento pela incompetência dos gestores federais, que deixou a sociedade à mercê de sua incúria: para não cobrar impostos, Temer mandou cortar despesas com educação, saúde e moradia e incentivos para exportadores e indústria química. Este é meu comentário no Estadão Notícias no Portal do Estadão desde as 6 horas da sexta-feira 1 de junho de 2018.

Para ouvir clique aqui