Golpe repugnante do PT

Golpe repugnante do PT

Tentativa de impugnar 50 milhões de votos de Bolsonaro no primeiro turno por causa de manchete da Folha é mais um de muitos golpes sórdidos, de mero desespero, da esquerda sem eleitores neste pleito

José Nêumanne

19 de outubro de 2018 | 12h36

PT de Haddad/Lula e PDT com Ciro comemoraram vitória antecipada na Justiça da impugnação de Bolsonaro. Será? Foto: Nelson Almeida/AFP

A tentativa de criar um Watergate tupiniquim artificial de PT e PDT para evitarem a derrota já sofrida ou admitida por ambos para Jair Bolsonaro, candidato adversário de Lula/Haddad e Ciro Gomes, e ressuscitada após o “sincericídio” de Cid Gomes no Ceará a partir da manchete em duas linhas e letras garrafais da Folha de quinta-feira 18, é mais um golpe asqueroso da esquerda na História do Brasil. Os pedidos de impugnação da chapa que obteve quase 50 milhões de votos no primeiro turno, feitos pelos dois partidos à Justiça Eleitoral, dificilmente serão acatados, mas sempre ficará para a História como o segundo capítulo da narrativa fantasiosa da “eleição sem Lula é fraude”. Um baita despautério!

(Comentário para o Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107.3 – na sexta-feira 19 de outubro de 2018, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ler na íntegra editorial Desespero clique aqui

Para ler na íntegra artigo O que será será, de Fernando Gabeira, clique aqui

Assuntos para o comentário da sexta-feira 19 de outubro de 2018

 

1 – Haisem – A Folha de S.Paulo publicou ontem, em letras garrafais, duas linhas a manchete na primeira página: “Empresas bancam disparo de mensagens anti-PT nas redes”. Qual a motivação e quais as conseqüências desta notícia na campanha a dez dias do segundo turno da eleição?

SONORA_HADDAD 2 TURNO

 

2 – Carolina – Como reagiram os candidatos ao segundo turno da eleição presidencial, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, à publicação da notícia?

SONORA_BOLSONARO DENÚNCIA

 

3 – Haisem – O que devemos concluir a respeito dos dados revelados pelo instituto de pesquisas de opinião pública Datafolha a respeito da disputa pela presidência no segundo turno da eleição, com Jair Bolsonaro com 54% de intenção de votos válidos e Fernando Haddad com 41%?

 

4 – Carolina – Afinal de contas, Jair Bolsonaro, do PSL, vai ou não vai atender ao desafio de debater com Fernando Haddad, do PT, no rádio e na televisão até o dia 28, quando se realizará o segundo turno da eleição?

 

5  – Haisem – Que resposta o juiz federal Sérgio Moro deu ao Conselho Nacional de Justiça, que o questionou a respeito da quebra do sigilo da delação premiada de Antônio Palocci, ex-ministro da Fazenda de Lula e ex-chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff, todos do PT?

 

6 – Carolina – Em que o cidadão brasileiro será beneficiado com o vaivém de advogados dos candidatos a presidente da República no segundo turno da eleição presidencial entre o Tribunal Superior Eleitoral e o Ministério Público Federal?

 

7 – Haisem – Que evidências vêm à tona com a notícia de que o presidente do PROS, um dos 35 partidos políticos autorizados a funcionar no Brasil, Eurípedes Júnior, foi considerado foragido pela Justiça por não ter sido encontrado para ser preso ontem em Brasília?

 

8 – Carolina – O que lhe interessou tanto na entrevista que o Uol fez com o guitarrista da banda de Roger Waters a respeito da vaia que ele levou no Allianz Park há uma semana?

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.