Glenn, falso herói de Gilmar
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Glenn, falso herói de Gilmar

Gilmar deu a Greenwald privilégio de ministro do STF ao proibir a abertura de qualquer processo criminal contra o americano, vilão para muita gente em seu país por serviços prestados à pornografia, sonegação de impostos e traição à Pátria

José Nêumanne

09 de agosto de 2019 | 22h11

Com Randolfe Rodrigues, da Rede , Verdevaldo fez a festa da esquerda no Senado neste momento em que seus minguados parlamentares só perderam feio. Foto:Gabriela Biló/Estadão

Em palestra em São Paulo, Gilmar Mendes execrou o papel deletério de falsos heróis. Mas se esqueceu de que ele tem o mais notório de todos: Glenn Greenwald, que cria embaraços para inimigos do ministro com seu conta-gotas de veneno para desmoralizar Moro e Dallagnol, a quem ele deu privilégio de imunidade a investigações penais no momento em que é apontado pelo arararraquer Vermelho como receptador de mensagens de Telegram obtidas de forma criminosa nos celulares de mais de mil agentes da lei no País.

Tendências: