As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gilmal, padroeiro de vampiros

Ministro do STF deu habeas corpus a "empresários" Skin e Estellita, denunciados pelo MP e presos pelo juiz da Lava Jato, Bretas, acusados de terem desviado verbas públicas para atender saúde dos pobres no falido Estado do Rio

José Nêumanne

12 de setembro de 2019 | 22h30

Gilmal Mendes concedeu habeas corpus a Skin e Estellita, condenados na Lava Jato por corrupção na área da saúde pública e ainda se diz garantista dos direitos do cidadão comum. Foto: Fábio Motta/Estadão Conteúdo

O ministro do STF Gilmar Mendes se diz garantista dos direitos individuais dos cidadãos, mas atua como “santo” padroeiro protetor dos vampiros cretinos e canalhas que ficam milionários furtando verbas públicas destinadas a equipamentos de saúde e hospitais públicos do Estado do Rio de Janeiro. Hoje soltou dois destes, acusados pelo MP na Operação SOS e condenados pelo juiz da Lava Jato, Marcelo Bretas, Miguel Skin e Gustavo Estellita. Será que esse senhor nunca vai perceber o tamanho do mal que faz, a po9nto de merecer ter o prenome trocado para Gilmal?

Tendências: