As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

General e Centrão calam Guedes

Ramos e Barros interrompem de forma truculenta fala do ministro da Economia para jornalistas pregando novos impostos alternativos e desoneração de folhas de pagamento durante entrevista

José Nêumanne

25 de setembro de 2020 | 22h39

Guedes é retirado de forma truculenta de entrevista coletiva sobre reforma tributária pelo colega de ministério Ramos e pelo líder do governo, Barros. Foto: Reprodução/CNN

Em atitude truculenta , o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, e o líder do mesmo governo na Câmara, Ricardo Barros, do Centrão, interromperam bruscamente entrevista coletiva do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre reforma tributária. Na presença de estranhos, inclusive jornalistas, o “imposto Ypiranga” de Bolsonaro falava ao microfone sobre impostos alternativos e necessária desoneração de folhas de pagamento quando se ouviu o deputado paranaense decretar o fim da fala – “tá bom” – e, em seguida, o militar puxou o colega de ministério pelo ombro. Isso ocorreu no momento em que a CNI divulgou resultado de pesquisa Ibope constatando o aumento da avaliação de “bom” e ´ótimo” de 29% para 40% do governo Bolsonaro, de que o trio faz parte, e o ministro Marco Aurélio, do STF, votou a favor do pleito do chefe deles de depor por escrito no inquérito do STF sobre tentativa do presidente de interferir politicamente na PF. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

Para ver vídeo no YouTube clique aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: