Garantistas da impunidade
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Garantistas da impunidade

PT, satélites e Centrão travaram votação do projeto da autorização para início de cumprimento de pena após segunda instância em combinação com STF, que pretende legislar a respeito

José Nêumanne

16 de outubro de 2019 | 13h27

Reunião da CCJ da Câmara para legislar sobre segunda instância, sob presidência de Francischini, foi obstruída pela aliança PT-Centrão: Foto: Gabriela Biló/Estadão

Os assustados, delatados, acusados, processados e condenados por crimes do colarinho-branco nos Poderes Legislativo e Judiciário atuam combinados para soltar Lula para sempre sem ter de fazer o mesmo com apenados do crime organizado. O PT, seus satélites da esquerda e os barões do Centrão fizeram obstrução à tentativa feita pelo presidente do CCJ da Câmara, Felipe Francischini, de aprovar lei que permita o começo de cumprimento de pena após condenação por colegiado em 2.ª instância, alegando que não podem se intrometer em assuntos do Judiciário, que está para inverter a jurisprudência para soltar Lula para sempre sem ter de livrar 190 mil pretos e pobres com direito ao mesmo benefício.

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

 

Assuntos para comentário da quarta-feira 16 de outubro de 2019

1 – Haisem – O que você tem a dizer sobre a obstrução do PT e dos partidos de esquerda ao projeto que torna a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal que autoriza a prisão em segunda instância na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara

SONORA_FRANCISCHINI 1610

2 – Carolina – Afinal, o que há de verdade na informação de que a reversão da jurisprudência da segunda instância pode beneficiar 190 mil presos condenados por crimes violentos

3 – Haisem – O que você, como notório rubro-negro, tem a dizer sobre a declaração do ministro Gilmar Mendes na entrevista a Pedro Bial, na Globo, de que, ao contrário do ministro da Justiça, Sergio Moro, não iria ao estádio assistir jogo de futebol do Flamengo com o presidente Bolsonaro

4 – Carolina – Quem mais é prejudicado nesta crise instalada agora entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do PSL, legenda pela qual ele foi eleito, Luciano Bivar

JANAINA 1610 B   

5 – Haisem – Você acha que o spoiler do líder do PSL na Câmara, deputado Delegado Waldir, sobre a eventual visita da Polícia Federal à casa do senador Flávio Bolsonaro, tem alguma chance de acontecer

6 – Carolina – Será que a aprovação da partilha entre os Estados do dinheiro do pré-sal vai destravar de uma vez a votação do segundo turno da reforma da Previdência no Senado

7 – Haisem – A seu ver, o voto do decano do Supremo Tribunal Federal, Celso de Melo, sinaliza uma tendência de condenação dos irmãos Geddel e Lúcio Vieira Lima na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal no processo dos 51 milhões de reais encontrados no apartamento da família

8 – Carolina – Qual é o assunto de seu artigo quinzenal na página de Opinião do Estadão, publicado hoje, sob o título de Bolsonaro, o PT e a corrupção

 

Tendências: