Furto na tabela do Imposto de Renda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Furto na tabela do Imposto de Renda

Bolsonaro reconheceu cogitar corrigir tabela do IR, mas para isso terá de enfrentar ferrenha oposição dos burocratas que não reconhecem que dinheiro foi tirado do cidadão

José Nêumanne

13 de maio de 2019 | 17h54

Ao lado de Moro em solenidade em Curitiba, dois dias antes de anunciar em São Paulo seu convite para STF em 2020. Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro terá de impor sua consciência de cidadão à equipe de economistas que o cerca para cumprir o que disse estar cogitando de corrigir a tabela do Imposto de Renda de 2020, como anunciou domingo em entrevista à rádio Bandeirantes. Este é um das maiores ignomínias cometidas pelo Estado brasileiro ano após ano. Muito dificilmente o governo faz justiça devolvendo ao cidadão o dinheiro perdido na desvalorização e todo novo ano significa mais um assalto a mão armada – de vez que o Estado dispõe de Forças Armadas para impor a tabela sem correção sob a mesma alegação de problemas de caixa e sem a consciência, que agora Bolsonaro mostrou ter de que não se trata de uma renúncia fiscal, mas sim da devolução de um dinheiro já retirado da conta do contribuinte.

Para ouvir clique no link abaixo e, em seguida, no play:

https://soundcloud.com/jose-neumanne-pinto/neumanne-130519-direto-ao-assunto

Assuntos para comentário da segunda-feira 13 de maio de 2019

1 – Haisem – Será que o presidente Jair Bolsonaro conseguirá mesmo cumprir sua promessa de corrigir a tabela do Imposto de Renda de 2020, como anunciou ontem

2 – Carolina – “Presidente diz que vai indicar Moro para vaga no Supremo”, registra a notícia publicada no alto da primeira página do Estadão ontem. Por que ele terá antecipado tanto um anúncio que só poderá fazer em novembro de 2020 quando o decano do STF, Celso de Mello, se aposentar com 75 anos

SONORA_BOLSONARO 1305

3 – Haisem – A  manchete do Estadão hoje revela que “Flávio Bolsonaro diz que MP o ataca para a atingir o governo”. Existe mesmo essa possibilidade, revelada em entrevista exclusiva a Renata Agostini, do Estadão, de tal ignomínia acontecer

SONORA_FLÁVIO A

4 – Carolina – Que atitude você e a Nação esperam do presidente Bolsonaro de sancionar ou vetar o projeto de lei que anistia partidos que não cumpriram a determinação de distribuir 30% das verbas eleitorais partidárias para as mulheres

5 – Haisem – Quais são, a seu ver, as chances de a defesa de Lula ter chance de conseguir do Superior Tribunal de Justiça autorização para o ex-presidente sair do regime de prisão fechada diretamente para a aberta, sem passar para a semiaberta

6 – Carolina – Que razões você vê para que os projetos que aumentam os salários dos fiscais estaduais acima do teto tramitarem com rapidez tão inusitada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo

7 – Haisem – Agora que a Justiça Militar resolveu processar o tenente e os soldados do Exército que executaram o músico Evaldo Santos Rosa e o catador de papel Luciano Macedo, você mudou de ideia sobre necessidade de mudar o processo para a Justiça comum

8 – Carolina – Que conseqüências práticas, a teu ver, terá a notícia de que foram encontradas mais provas contra o deputado Aécio Neves, do PSDB de Minas, de que realmente recebeu propina do açougueiro Joesley Batista, do grupo JBS