Fundos arrombados

Fundos arrombados

Déficit dos fundos de pensão foi de 700% em 4 anos e atingiu o ápice em 2015

José Nêumanne

24 de abril de 2017 | 17h26

dinheiro

O rombo de R$ 70,6 bilhões dos fundos de pensão em 2016 deve-se ao mesmo escândalo pelo qual as duas recentes gestões petistas assistiram impávidas à limpeza dos cofres da República. Eles são administrados pelo Estado e pelos sindicatos das corporações que deles se beneficiam. Administram montanhas de dinheiro e seria impossível escapar à roubalheira generalizada do País. São todos todos cúmplices e as investigações a respeito levarão a descobertas mais chocantes do que as feitas pela Lava Jato no caso da Petrobrás. O Brasil tem sido um descalabro só em matéria de moral e gestão financeira e os fundos de pensão foram a maior ocasião que fez os ladrões na História deste país devastado.

(Comentário no Jornal Eldorado da Rádio Eldorado – FM 107,3 – na segunda-feira 24 de abril de 2017, às 7h30m)

Para ouvir clique aqui e, em seguida, no play

Para ouvir Vem caindo uma lágrima, com Jerry Adriani, clique aqui

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.